Total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Discípulo ou religioso?

O Evangelho do Reino tem características diferentes das do evangelho do homem, mas mesmo assim muita gente anda confusa por aí, pois os 2 evangelhos produzem frutos.

O Evangelho do Reino produz DISCÍPULOS DO CORDEIRO, pessoas semelhantes a Jesus; enquanto o evangelho do homem produz RELIGIOSOS.

É aí que mora o perigo. Uma multidão de pessoas reunidas num lugar em torno da bíblia, cantando canticos, pode estar honrando a Deus com seus lábios, e ao mesmo tempo com seus corações bem distantes dEle, adorando EM VÃO. (Mt 15.8-9)

Não basta apenas CRER, pois Tiago disse que os demonios tambem creem (Tg 2.19) e em seguida diz que se cremos e não agimos, nossa fé é morta, e não serve para nada (Tg 2.20).

No Reino de Deus não importa se você é crente ou evangelico, e sim se voce é ou não é um discípulo verdadeiro.

Em Gl 1 Paulo exorta a congregaçao dos galátas por ter começado bem, mas ter desertado do Evangelho do Reino para a religião. Isso mostra que corremos risco semelhante, de deixarmos de ser discípulos para nos tornarmos religiosos, sutilmente.

Há o risco de deixarmos de ser a noiva santa e nos tornarmos a grande prostituta, pois é isso que a religiao faz:
prostitui a graça de Deus tornando-a barata; corrompe o verdadeiro Evangelho; leva as pessoas a venderem sua fé em busca de interesses pessoais.

O discípulo TEM RESPEITO pelos caminhos de Deus (Sl 119.15), por isso quando percebe que está errado, muda prontamente.
O religioso SABE A VERDADE, mas vive como quer, pois nao respeita a palavra de Deus. Ele até mesmo ensina a outros, mas não ensina a si mesmo. É por causa deles que o evangelho é blasfemado entre os gentios (Rm 2.21-24)

O discípulo se esforça para obedecer a Jesus em tudo, nao por obrigacao, mas porque O AMA (Jo 14.23-24). Ele ouve a palavra E GUARDA ao longo dos anos de caminhada.
O religioso escolhe o que é mais fácil obedecer e faz o que lhe convem (Mt 23.23)

O discípulo é um TEOFILO (amigo de Deus) pois faz o que Ele manda (Jo 15.14)
O religioso é um TEOLOGO (conhecedor da palavra de Deus), inchado de ciencia, mas sem amor e humildade em sua vida.

O discípulo BUSCA EXPERIENCIAS com Deus, busca ter as marcas de Cristo em sua vida, nao se importando em sofrer ou abrir mao de coisas para isso (Fp 3.7-10 e Gl 6.17).
O religioso BUSCA RECONHECIMENTO, titulos, honra de homens, exaltacao.

Paulo falava sobre tudo isso com propriedade pois ele fez o caminho inverso ao da queda. Abriu mao de ser um "religioso top" para ser um sofredor pelo Evangelho.

O discípulo faz parte da Igreja Viva, ele entende que sua vida faz parte de um contexto muito maior do que o de uma igreja local.
O religioso faz parte de uma denominaçao, se apega a uma "placa". Quando se decepciona com alguem, migra para outra placa.

O discípulo vive CONTENTE COM O QUE TEM, e como está saciado por Jesus, tambem é uma fonte de água viva para outras pessoas. (Fp 4.11-13)
O religioso VIVE COM SEDE, sempre está faltando alguma coisa em alguma área. Ele não se sacia com Jesus, por isso tem que buscar outras fontes de satisfaçao, fora de Cristo: adulterios, vicios, pornografia, compras, até mesmo o ministério pode se tornar fonte de satisfaçao no lugar de Jesus!

O discípulo ANDA NA LUZ, é transparente. Se peca, logo confessa; não tem rabo preso com satanás ou com homens.
O religioso ANDA NA OBSCURIDADE, por fora se mostra bem, mas por dentro está cheio de impureza. Ele prefere ficar podre do que se expor (Mt 23.27); foge da comunhão pois nao quer que ninguem se meta na sua vida.

O discípulo sente-se ATRAÍDO pelo AMOR DE DEUS, e foge das coisas do mundo (Os 11.4)
O religioso BUSCA OPORTUNIDADES E ARGUMENTOS para dar uma voltinha no mundo, para se aproximar de pessoas do passado, pois sente atraçao pelo mundo.

A religiosidade não é uma armadilha evidente e escancarada. Creio que é maior perigo que envolve a igreja hoje, por esta razão. É uma batalha diária que ronda nossas vidas.

A religiosidade começa como uma gripe fraquinha e vai virando um cancer, que tem matado muita gente boa e com potencial; não tirando as pessoas da igreja, mas tirando Jesus do centro de suas vidas, e cegando-as pelo engano da religiosidade.

Que tipo de cristãos temos sido? Discípulos ou religiosos?




Nenhum comentário:

Postar um comentário