Total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O Evangelho do Reino e o evangelho do homem

Há muitos "evangelhos" sendo pregados por aí.

No meio de tantos, só um é legítimo, o original, aquele que era anunciado por Jesus em Seu ministério há 2000 anos atrás (Mt 9.35), e continua sendo pregado até hoje por um remanescente fiel a Ele.
Este é o Evangelho do Reino.

Jesus disse que quando ESTE Evangelho fosse pregado em todo o mundo, o mundo estaria preparado para Seu retorno, e então viria o fim.

No meio de tantos evangelhos, desde a igreja primitiva os apóstolos já advertiam o povo para se acautelar do que era falso, para que não fossem enganados, contaminados ou iludidos e se perdessem da verdade do Reino (Gl 1.6-8).

É triste ver que muitas pessoas que se denominam cristãs ou evangélicas na realidade nunca fizeram parte do Reino, porque creem e vivem um evangelho falso, o evangelho do homem.

Para sermos livres do erro e do engano, precisamos conhecer bem o verdadeiro Evangelho, o do Reino, para que toda vez que formos cercados pelo falso evangelho, possamos identifica-lo prontamente, e repudia-lo.

O evangelho do homem tem caractérísticas bem distintas do Evangelho do Reino, vamos a elas:

O evangelho do homem prega todas as promessas e bençaos SEM as condiçoes do reino colocadas por Jesus para que tais promessas se cumpram.

O Evangelho do Reino prega as promessas, mas advertindo que existem CONDIÇOES para que se cumpram, como: obediencia, renuncia e arrependimento.

O evangelho do homem tem como centro da mensagem a FELICIDADE PESSOAL. É o evangelho onde o homem impoem condicoes a Deus para obedece-lo, há uma inversao de papeis. "se Deus me fizer isso, obedecerei..."

O Evangelho do Reino prega que o homem deve buscar a Deus e a Sua justiça, a alegria é somente uma consequencia, mas nunca o centro da busca. Jesus é o centro da mensagem.

O evangelho do homem é o evangelho da auto-ajuda, é assistencialista. O homem quer saber como será ajudado em suas necessidades, pelos outros homens.

O Evangelho do Reino não é da auto-ajuda e sim da AJUDA DO ALTO. Ensina a estender as maos ao necessitado, mas nunca deixando de ensina-lo a buscar no Reino, em Deus, o socorro, o milagre, o auxilio.

No evangelho do Reino nao há lugar para decepcao com homens, pois sabe-se que a ajuda vem do Alto.

O evangelho do homem diz que se voce fizer uma oraçao, ainda que sua vida nao mude, voce é salvo.

O Evangelho do Reino prega que se voce entregar sua vida a Jesus, e a partir dessa oraçao voce PRODUZIR FRUTOS DE ARREPENDIMENTO e sua vida for regenerada, voce é salvo.

A doutrina da regeneraçao não é aprensentada no evangelho do homem.

Mas Jesus deixou claro que para ver o Reino é NECESSARIO NASCER DE NOVO (Jo 3.3), isso fala de ser uma nova criatura, nao de repetir uma oraçao sem mudança de vida na sequencia.

A evidencia de que alguem entrou pela porta estreita é uma vida sendo transformada a cada dia.

O evangelho do homem prega uma "conversao sem compromisso", mude de religiao e está tudo bem.

O Evangelho do Reino prega uma conversao com condiçoes para que  nos tornemos discípulos de Jesus. Para ser discípulo, Ele tem que ser a pessoa mais importante em nossas vidas, e temos que carregar nossa cruz (Lc 14.26-27).

No evangelho do homem a consagraçao é opcional, voce se santifica se quiser, abandona o pecado quando achar que é a hora.

No Evangelho do Reino consagraçao e conversao SAO A MESMA COISA. Não existe uma sem a outra.

O evangelho do homem trata de um reino futuro, por isso o homem nao precisa se preocupar em se santificar hoje.

O Evangelho do Reino anuncia que o Reino de Deus JÁ CHEGOU, e é aqui e agora. Jesus reinando sobre a Igreja, e a Igreja estabelecendo o Reino na Terra, nas cidades e naçoes AGORA!!!

Não basta recebermos o Evangelho do Reino, o Ap. Paulo nos exorta a nos conservarmos nele (1 Co 15.1-3); pois com o passar do tempo podemos nos distrair, nos corromper, sofrer más influencias, por isso temos que vigiar.

O grande desafio é chegar no final dessa corrida com uma fé pura, fazendo TUDO pelo Evangelho do Reino, para que ao prega-lo, nós mesmos não venhamos a ser reprovados (1 Co 9.23-27).

Que o Senhor renove em ti uma fé pura, e que você seja uma vitrine do Evangelho do Reino neste mundo.

Deus te abençoe!

(Post inspirado em:
"A doutrina esquecida" de Paul Washer e "Modelo" de Joaquim Costa Junior)









Nenhum comentário:

Postar um comentário